Warning: var_dump() expects at least 1 parameter, 0 given in /home/iats/www/wp-content/themes/fundrize-child/templates/featured-title.php on line 70

Uma parceria para melhorar o acesso à radioterapia para pacientes com câncer de próstata

O projeto oriundo da parceria entre a iniciativa global para estudos e ações de enfrentamento ao câncer denominada City Cancer Challenge (CCan) e o Município de Porto Alegre realiza a partir desse mês a coleta e a organização dos dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e demais instituições parceiras, para analisar e compreender a trajetória dos pacientes encaminhados para tratamento por radioterapia na Capital do Rio Grande do Sul. O estudo intitulado “Análise de oportunidades de melhoria do acesso dos pacientes com câncer de próstata ao tratamento com radioterapia no SUS” tem a coordenação da pesquisa sob a liderança do INCT para Avaliação de Tecnologia em Saúde (IATS), igualmente parceiro na ação.

Porto Alegre é a metrópole com a maior mortalidade por câncer do Brasil e foi selecionada como Cidade-Desafio do City Cancer Challenge, em decisão anunciada durante a Assembleia Mundial da Saúde da Organização das Nações Unidas (ONU), ocorrida em maio de 2018, na cidade de Genebra (Suíça). A cidade, com seus 1,4 milhão de habitantes (IBGE, 2018), possui a estimativa de 7.670 casos de câncer por ano (INCA, 2018). Além dela, as cidades de Kigali (Uganda) e Tbilisi (Georgia) também foram escolhidas para os desafios da iniciativa.

A proposta do estudo é identificar oportunidades para melhorar o acesso dos pacientes com câncer de próstata ao tratamento com radioterapia pelo SUS e a eficiência do serviço como um todo. A partir da redução do intervalo de tempo, entre a primeira consulta e o diagnóstico, e; entre diagnóstico e o início do tratamento, espera-se que o serviço possa alcançar melhores desfechos clínicos a menores custos para a sociedade, contribuindo para a geração de valor para a população atendida. Ao consolidar-se a metodologia aplicada, um framework de orientação será desenvolvido para uso do método em outras cidades contempladas pelas ações no projeto CCan.

Nesta ação em Porto Alegre, o método envolve análise do percurso dos pacientes no sistema, entrevistas e oficinas com atores do processo. A partir dos resultados alcançados, uma ferramenta será desenvolvida contemplando a modelagem para avaliação de custos para cada instituição. A ferramenta será acompanhada de um guia de orientação de coleta de dados financeiros, input de dados e sugestões de análises. Estima-se que os primeiros resultados  serão apresentados para a sociedade ao final do ano e há meta de publicação dos achados em periódicos científicos.

Texto e edição: Luiz Sérgio Dibe

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desenvolvido por Bemd Gestão Criativa