Warning: var_dump() expects at least 1 parameter, 0 given in /home/iats/www/wp-content/themes/fundrize-child/templates/featured-title.php on line 70

COVID-19: IATS apresenta projetos relacionados à pandemia

O INCT IATS apresentou nas últimas semanas três projetos relacionados à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). As ações correspondem à criação de um registro nacional para organização de dados sobre a doença, à análise de custos das internações pela Covid-19 e à avaliação dos riscos envolvendo os profissionais de saúde no cuidado dos pacientes com novo coronavírus.

Coordenado pela médica e PhD em Saúde Pública Maria Fatima Pessoa Militão de Albuquerque, pesquisadora do IATS e da Fiocruz de Pernambuco, o estudo Avaliação dos Riscos de Profissionais de Saúde que Cuidam de Pessoas com Covid-19 tem como objetivo avaliar categorias de risco para Covid-19 em coortes de  profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas) em relação ao grau de exposição e uso de equipamento de proteção individual (EPI), durante o período epidêmico e pós-epidêmico.

Os participantes serão incluídos por técnica de amostragem Respondent-Driven Sampling (RDS). Adaptou-se o guia da OMS para esse tipo de avaliação de riscos e monitoramento da exposição de profissionais de saúde. O questionário será preenchido através de aplicativo com formulário eletrônico, desenvolvido para Smartphone. Os profissionais de saúde serão recrutados por meio de contatos de profissionais-chave para adesão e participação, no período de 8 a 12 semanas e monitorados semanalmente por 6 meses. O estudo será conduzido na Região Metropolitana de Recife-Pernambuco, Brasil, no período abril de 2020 a 2022.

O projeto é uma cooperação interinstitucional e congrega pesquisadores do Instituto Aggeu Magalhães da Fiocruz de Pernambuco, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade de Pernambuco, Universidades Federal da Fronteira Sul, Universidade de Brasília e Fitec. Estão na equipe a pesquisadora Celina Maria Turchi Martelli, que teve seu trabalho mundialmente reconhecido pela pesquisa sobre Zika e microcefalia em bebês, e Ricardo Arraes de Alencar Ximenes, integrante do Comitê Gestor do IATS.

Já o estudo Registro Hospitalar Multicêntrico Nacional de Pacientes com Doença Causada pelo SARS-COV-2 (Covid-19), coordenado pela pesquisadora Milena Soriano Marcolino, observa que a rápida disseminação em países de baixa e média renda é extremamente preocupante pela baixa capacidade de resposta do sistema de saúde ao potencial de acometimento de enorme número de casos, o que pode levar ao colapso do sistema. Existem diferentes lacunas relacionadas ao manejo de pacientes com Covid-19, além dos efeitos das diferentes terapias no manejo da doença serem desconhecidos.

Para os pesquisadores, o perfil epidemiológico do Brasil, com a presença de desigualdade social e alta prevalência de doenças infectocontagiosas, como dengue e doença de Chagas, não permite predizer se os determinantes de doença grave são os mesmos observados na China e na Europa. Neste contexto, o estudo irá desenvolver um registro hospitalar multicêntrico nacional de pacientes com Covid-19 no cenário público e privado, com investigação de dados clínicos, laboratoriais, radiológicos e da incidência de complicações da doença, incluindo mortalidade.

O projeto, que tem vigência prevista entre abril de 2020 e o mesmo mês do ano que vem, também prevê a derivação e validação de escores prognósticos para doença grave e mortalidade e o desenvolvimento de uma base de dados padronizada de pacientes atendidos em hospitais brasileiros, de modo a permitir meta-analises futuras com outras coortes nacionais e internacionais.

Os pesquisadores estimam que esta iniciativa represente uma rápida resposta à pandemia e que modelos que estimem o risco de infecção e de pior prognóstico possam auxiliar as equipes de saúde no fornecimento de recursos adequados aos pacientes, atenuando o impacto no sistema de saúde do país. Integram a equipe a coordenadora-geral do IATS, Carisi Anne Polanczyk, e o vice-coordenador do INCT, Antonio Luiz Pinho Ribeiro.

A pesquisa Análise econômica das internações por Covid-19 no Brasil: Estratégias para Remuneração no Sistema Público e Saúde Suplementar parte do entendimento de que a doença causada pelo SARS-COV-2 evidenciou a relação constante entre saúde e economia e para que ao longo do tempo a assistência em saúde se mantenha de forma sustentável, é necessário conhecer o custo que o tratamento hospitalar representa para as instituições, e a partir desta informação propor estratégias de reembolso nas perspectivas de saúde pública e saúde suplementar que reflitam a realidade brasileira.

O projeto dá continuidade ao projeto Registro Hospitalar e trata-se de um estudo multicêntrico brasileiro com objetivo de gerar informações sobre custo hospitalar real e seus determinantes do manejo de pacientes com Covid-19 para subsidiar cientificamente estratégias de reembolso em formato de bundled nas perspectivas de saúde pública e suplementar.

Além da contribuição científica, serão produtos deste projeto uma plataforma de Business Intelligence para proporcionar a acessibilidade das informações à população e aos gestores de saúde, e o protocolo de orientação de coleta de dados para análises de custos será disponibilizado online para uso em múltiplos centros no país. Espera-se que as informações econômicas sobre o tratamento no Brasil possam orientar estratégias sustentáveis de gestão econômica do tratamento do Covid-19 em múltiplos países. A ação, com atividades previstas de junho desse ano até abril de 2021, é coordenada pela Profa. Dra. Carisi Anne Polanczyk, e tem na equipe a professora Cristiana Maria Toscano, integrante do Comitê Gestor do IATS.

Texto e edição: Luiz Sérgio Dibe

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desenvolvido por Bemd Gestão Criativa