English
- +

PROCURAR POR


Rede nacional de avaliação de procedimentos de alta complexidade cardiovascular

Pesquisador Responsável: Antônio Luiz Pinho Ribeiro
Pesquisadores: Regina Maria de Aquino Xavier, Jose Luiz dos Santos Nogueira, Antony Peter Stevens, Vitor Manuel Pereira Azevedo, Maria Cristina Caetano Kuschnir, Rogerio Brant Martins Chaves, Denizar Vianna Araújo, Marcia Cristina Chagas Macedo Pinheiro, Carisi Anne Polanczyk

 


Resumo: O objetivo deste projeto é monitorar a efetividade e segurança de procedimentos de alta complexidade em cardiologia, pagos pelo SUS entre 2000 a 2007, através da integração do SIH com SIM.nas seguintes áreas de alta complexidade em atenção cardiovascular: a) Tratamento da doença arterial coronariana pela angioplastia e plea cirurgia de revascularização miocárdica; b) Abordagem dos aneurismas áorticos (cirurgia e endovascular) c) Angioplastia da artéria renal d) Marca-passos de alto custo:
cardiodefibrilador implantável, ressincronizador e terapia combinada.

Minas telecárdio: Avaliação da efetividade e do custo de um sistema piloto de telecardiologia em Minas Gerais

Pesquisador Responsável: Antônio Luiz Pinho Ribeiro
Pesquisadores: André Pires Antunes, Daniel Ferreira da Cunha, Mônica Viegas Andrade, Waleska Teixeira Caiaffa, Elmiro Santos Resende, Sandra de Oliveira Sapori Avelar, Marcos Roberto Sousa

Avaliação da difusão, do impacto econômico-financeiro e da qualidade de vida relacionados à incorporação de tecnologias cardiovasculares de alta complexidade.

Pesquisador Responsável: Carlos Faria Amaral
Pesquisadores: Nilton Alves Rezende, Antônio Luiz Pinho Ribeiro, Silvana Márcia Bruschi Kelles, Fernando Martin Biscione, Jacqueline Domingues Tiburcio, Christiane Guilherme Bretas, Izabel Cristina Alves Mendonça, Sandra de Oliveira Sapori Avelar, Mônica Viegas Andrade

 


Resumo:
São os objetivos do projeto:

 1- Avaliar a difusão e impacto econômico financeiro das seguintes tecnologias de alta complexidade na Unimed BH: 

- Cardiodesfibriladores implantáveis (CDI) e Marca-passo (MP) multisítio
- Stents com medicamentos


2- Avaliar desfechos relacionados com o uso das tecnologias:

 - Desfecho primário: morte
 - Desfechos secundários:
Cardiodesfibriladores implantáveis (CDI) e Marca-passo (MP) multisítio:
- Internações
- Troca de gerador
- Qualidade de vida  
Stents com medicamentos:
- Internações hospitalares por infarto agudo do miocárdio          
- Cineangiocoronariografias
- Reintervenções: Angioplastias primárias com implante de stent, implante de novo stent, cirurgias para revascularização miocárdica, (CRVM).
- Qualidade de vida

Análise de custo-efetividade do seguimento Farmacoterapêutico associado ao atendimento médico usual de pacientes hipertensos

Pesquisador Responsável: Leila Beltrami Moreira
Pesquisadores: Fernanda d’Athayde Rodrigues; Mauro Silveira de Castro; Sandra Costa Fuchs; Prof. Flávio Danni Fuchs; Cristian T. G. Lopes

 


Resumo: A hipertensão está entre as principais causas de doenças cardiovasculares no mundo. Até dois terços dos hipertensos não mantém controle dos seus níveis pressóricos. As intervenções farmacêuticas melhoram a adesão aos medicamentos e resultados de saúde. Sua eficácia/efetividade, na hipertensão, tem sido avaliada
principalmente medindo desfechos clínicos tais como a redução dos níveis pressóricos ou o controle da hipertensão. Este estudo propõe-se a realizar uma análise de custo–efetividade do seguimento farmacoterapêutico realizado com pacientes hipertensos comparado aos que recebem apenas atendimento médico usual no HCPA.

Objetivo: avaliar a efetividade de assistência farmacêutica associada ao tratamento convencional de pacientes hipertensos em relação ao tratamento convencional somente e estimar sua razão de custo-efetividade, sob a perspectiva da sociedade. Delineamento: Estudo de coorte histórica.

Material: pacientes do ambulatório de Hipertensão do Serviço de Cardiologia do HCPA, encaminhados para seguimento farmacoterapêutico a partir de 1º julho de 2005 até 31 de dezembro de 2007, serão comparados aos pacientes não controlados e que não receberam seguimento farmacoterapêutico quanto a redução da pressão após um ano de acompanhamento. A efetividade será medida pela redução de adicional de mmHg da PA associada a intervenção.
<< < 1 2 3 4 5 > >>