English
- +

14/07/2017

Impacto do exercício físico aeróbico sobre as células progenitoras endoteliais (EPCs) circulantes no diabetes tipo 1 com foco nos mecanismos envolvidos

Resenha elaborada pela pesquisadora  Patricia Martins Bock

Células progenitoras endoteliais (EPCs) são muito importantes para o reparo de vasos sanguíneos. Sua disfunção no diabetes tem implicações clínicas importantes, e pode contribuir para as complicações crônicas relacionadas a esta doença. Dados relacionados com a resposta aguda das EPCs ao exercício no diabetes do tipo 1 são escassos, porém o exercício é associado com um aumento nas EPCs e com efeitos anti-inflamatórios, ambos relacionados com o papel protetor cardiovascular. Os indivíduos com diabetes do tipo 1 apresentam respostas diferentes de indivíduos não diabéticos em relação à mobilização e função das EPCs, porém os mecanismos relacionados a estas diferenças não são conhecidos.

Nossa hipótese é que as EPCs de indivíduos com diabetes do tipo 1 possuem uma resposta menos acentuada que as EPCs de indivíduos sem a doença em relação a ação do fator de crescimento endotelial vascular (VEGF), um fator de crescimento importante para que estas células possam exercer suas funções. Simultaneamente, os indivíduos com diabetes apresentam maior estresse oxidativo, o que também prejudica a função das EPCs.

Desta forma, são objetivos deste trabalho avaliar o impacto de uma sessão de exercício aeróbio no número de EPCs circulantes em indivíduos com diabetes do tipo 1, e determinar os mecanismos por meio dos quais o exercício pode alterar a capacidade de reparo endotelial das EPCs. Estão sendo selecionados pacientes adultos com DM1, do sexo masculino, sem descontrole metabólico importante, entre 18 e 65 anos, sem complicações que impeçam a realização do protocolo. Indivíduos saudáveis, não-obesos e não-fumantes, estão sendo recrutados como controles.

 

Há a previsão de submissão dos resultados preliminares do trabalho para um congresso científico no ano de 2017, e submissão do primeiro artigo no ano de 2018.

 
Compartilhe: