English
- +

19/06/2018

Custo-efetividade de um programa de visita domiciliar para pacientes com Insuficiência Cardíaca no Brasil: Evidências de um Ensaio Clínico Randomizado

Resenha elaborada sobre entrevista com a pesquisadora Karen Brasil Ruschel

Recentemente publicado na revista Value in Health, o artigo "Cost-Effectiveness of a Home Visit Program for Patients with Heart Failure in Brazil: Evidence from a Randomized Clinical Trial", oriundo de tese para conclusão de doutorado, aponta que a intervenção por visita domiciliar realizada por enfermeiras em pacientes com insuficiência cardíaca (IC) pode ser efetiva na redução de visitas à emergência por descompensação da doença e indica que a estratégia pode ser adotada nos países em desenvolvimento.

A pesquisa foi realizada ao longo de três anos e envolveu o Instituto de Cardiologia e o Hospital de Clínicas de Porto Alegre, além do IATS. Conforme este estudo, o custo com a intervenção foi calculado em R$ 372,00 por seis meses de acompanhamento. A redução nas taxas de readmissão hospitalar (visita à emergência) por descompensação da IC crônica foi de 57%. Embora na perspectiva do SUS a intervenção domiciliar não resulte em expressiva economia, a relação de custo-efetividade por visita à emergência evitada deve ser considerada relevante, frente à escassez de recursos físicos e de estrutura do sistema público.

Já na perspectiva da saúde suplementar, uma visita à emergência teve custo médio calculadpo em R$ 1.035,00. Considerando que os pacientes do grupo cuidado usual foram admitidos duas vezes mais que os pacientes do grupo manejo de enfermagem, a intervenção pode gerar uma economia de aproximadamente R$ 663,00, por paciente, para o sistema privado.

ACESSE O ARTIGO NA ÍNTEGRA

 

Edição: Luiz Sérgio Dibe



Compartilhe: