English
- +

31/07/2016

Custo das doenças relacionadas com o consumo de álcool no SUS

Resenha elaborada pela pesquisadora  Laura Augusta Barufaldi

Embora o consumo de álcool possa variar em todo o mundo, a carga de doenças relacionadas com o álcool afeta a maioria dos países. A Organização Mundial da Saúde afirma que o uso de álcool é um dos principais fatores de risco para problemas de saúde, mortes prematuras, incapacidades e carga global da doença, comprometendo tanto o desenvolvimento individual como social. Nesse contexto, foi desenvolvido um estudo com objetivo de estimar os custos diretos associados ao atendimento ambulatorial e hospitalar de doenças relacionadas com o consumo de álcool no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro.

Riscos atribuíveis populacionais foram calculados para doenças selecionadas relacionadas ao uso de 25 g/dia ou mais de etanol (consumo de risco), considerando-se o risco relativo (RR) ≥ 1,20. As estimativas de RR foram obtidas a partir de três meta-análises e as taxas de consumo de risco em brasileiros ≥ 18 anos obtidos em pesquisa nacional. Os dados do Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH-SUS) e do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA-SUS) foram utilizados para estimar os custos anuais do SUS com as doenças incluídas na análise.

Os custos totais estimados em um ano com todas as doenças relacionadas com consumo de álcool de risco foram US$ 8.262.762 (US$ 4.413.670 e US$ 3.849.092 para pacientes ambulatoriais e internados, respectivamente). Sendo assim, o consumo de risco de álcool representa importante problema econômico e de saúde, com um impacto significativo para o sistema de saúde e para a sociedade.

 

LEIA O ARTIGO COMPLETO

 

Edição: Luiz Sérgio Dibe



Compartilhe: