English
- +

30/07/2019

Hypertension Approaches in the Elderly: a lyfestyle study

Resenha elaborada pela pesquisadora Cíntia Ehlers Botton

O projeto HAEL (Hypertension Approaches in the Elderly: a lyfestyle study) é vinculado ao Instituto de Avaliação de Tecnologia em Saúde e tem como objetivo estudar a eficácia de um programa de treinamento combinado, comparado a um programa de educação em saúde, sobre os níveis ambulatoriais de pressão arterial e marcadores de saúde em indivíduos idosos com hipertensão arterial. Para tanto, o estudo tem delineamento de ensaio clínico randomizado e multicêntrico, entre as cidades de Porto Alegre (UFRGS/HCPA) e Pelotas (UFPEL).

O cálculo amostral estimado é de 92 participantes por centro (N=184, no total), os quais são randomizados de maneira cegada entre dois grupos. Um grupo realiza um programa de exercício físico três vezes por semana, composto por exercício aeróbico de caminhada/corrida e exercícios de força com peso do corpo e elásticos. O outro grupo é de educação em saúde, o qual recebe palestras interativas uma vez por semana, ministradas por equipe multiprofissional, sobre modificação de estilo de vida e conhecimentos gerais de hipertensão arterial.

A duração total das intervenções é de 12 semanas, sendo que antes e após a finalização do período são realizadas avaliações dos seguintes desfechos de saúde: pressão arterial de consultório, monitorização ambulatorial da pressão arterial, função vascular, perfil lipídico, perfil glicêmico, capacidade funcional, capacidade cardiorrespiratória e qualidade de vida. Dentre esses, o desfecho de interesse principal é a pressão arterial avaliada por monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA), que se caracteriza pela medição periódica da pressão arterial em ambientes de atividades diárias, durante o período de 24 horas.

Atualmente, o projeto se encontra em andamento, sendo que 145 já foram randomizados, de um total de 184 participantes, somando-se os dados dos dois centros envolvidos. Destes, 125 participantes já finalizaram a sua participação e 20 estão em andamento. O projeto possui fluxo contínuo, desta forma as fases de recrutamento, intervenções e avaliações acontecem de maneira concomitante, conforme a entrada dos participantes.

O projeto ainda possui vagas para interessados, que podem se voluntariar via site (www.ufrgs.br/hael) ou telefone (51 98501.9750). A previsão de término do projeto é para o mês de dezembro de 2020, sendo que após a finalização das avaliações do último paciente randomizado ocorrerão as etapas de análise e discussão dos resultados, com posterior construção dos manuscritos. Em maio deste ano o protocolo completo do estudo foi publicado no jornal BMC Public Health.

Acredita-se que ao finalizar o estudo as informações científicas produzidas serão relevantes no contexto da saúde pública, com componentes sólidos que possibilitam avaliação dos programas propostos para idosos com hipertensão arterial em serviços de saúde. Ainda, no contexto da literatura científica internacional, o projeto será uma evidência de referência na área de estudo do exercício físico e hipertensão arterial.

 

Edição: Luiz Sérgio Dibe

 



Compartilhe: