English
- +

15/05/2009

Lançamento INCT para Avaliação de Tecnologia em Saúde

Durante uma sessão solene realizada no Hospital de Clínicas de Porto Alegre foi realizado o lançamento oficial do IATS. A sessão contou com a participação do presidente do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, professor Amarilio Vieira de Macedo Neto; o Diretor Técnico da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia, Julio César Ferst, do Secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, professor Reinaldo Guimarães, do diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Luís Eugênio Portela Fernandes, da senhora Wrana Panizzi, vice-presidente do CNPq, do senhor Rui Vicente Oppermann vice-reitor da UFRGS.

No encontro estiveram presentes também 10 pesquisadores nacionais membros do IATS e 24 pesquisadores das instituições locais.

Na palestra de abertura do Prof. Reinaldo Guimarães, sobre Políticas do Ministério da Saúde para Pesquisa e Desenvolvimento foi destacada trajetória de investimentos em pesquisa após a criação da Secretaria de Ciência e Tecnologia e Insumos, dentro do organograma do Ministério da Saúde. Os avanços foram expressivos na área de pesquisa clinica, com a criação de Rede Nacional de Pesquisa Clinica, Redes de Câncer, Estudo ELSA e mais recentemente com a construção da Rede Brasileira de Tecnologia em Saúde (REBRATS).

O lançamento do IATS é fruto desta política de incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico no país, com aplicabilidade as necessidades do Sistema Único de Saúde e da população brasileira.
Prof. Reinaldo Guimarães (Foto: Divulgação)

Professor Reinaldo compartilhou algumas preocupações nesta área, entre eles a individualização excessiva por parte da comunidade acadêmica no uso de tecnologias de ponta, reforçando a importância do uso conjunto; a dificuldade de reter recursos humanos qualificados e plenamente dedicados ao ensino e pesquisa no setor público; escassa integração entre setor privado e produtor de insumos e a academia; bem como um retardo na transição da produção do conhecimento para uso prático.

Na seqüência, os pesquisadores do IATS reuniram-se para debater as atividades e planos de ações do Instituto para os próximos 2 anos. O Prof. Flávio Fuchs e Profa. Carisi A. Polanczyk coordenaram os trabalhos, que envolveu uma apresentação detalhada do projeto enviado ao CNPq, destacando os 3 grupos de atuação: pesquisa, ensino e relação com sociedade.

Os pesquisadores reuniram-se em pequenos grupos, de forma à encaminhar atividades necessárias para atingimento dos objetivos do instituto.
O grupo de Pesquisa, foi coordenado pelas professoras Sandra Fuchs e Carisi Anne Polanczyk e integrado pelos pesquisadores: Mariana Vargas Furtado, Rodrigo Ribeiro, Ana Lúcia Andrade, Celina Maria Turchi Martelli, Denizar Araújo, Maria Novaes, Otávio Berwanger, Patricia Lessa, Erno Harzheim e Fernando Wolff.

Foi realizada atualização nas informações de linhas de pesquisa e projetos que estarão sendo realizadas pelos pesquisadores do instituto nesta primeira etapa das atividades.

Salientou-se também a importância de inserção de outros sub-projetos e produtos das linhas de pesquisa, e a necessidade de existência de padronização quanto à forma de citação do instituto em publicações destes estudos. Além da realização do cadastramento dos projetos em nosso portal de informação (em criação) para o acompanhamento das atividades e orçamento.

No grupo denominado Formação de Recursos Humanos, coordenado pelo professor Bruce Duncan e acompanhado pelos colegas pesquisadores: Luciane Cruz, Giácomo Balbinotto, Edgar Merchan-Hamann, Luciana Bahia , Nilton Rezende, Ajácio Brandão, Rosane Schlatter , Fernando Gusmão e Suzy Camey, discutiu-se a importância da integração entre os programas de pós-graduação em ATS já existentes, através do intercâmbio de materiais e docentes. Também da criação de disciplinas e linhas de pesquisa em outros programas de pós-graduação.

Um terceiro grupo reuniu-se para debater o tema: Transferência de Conhecimento à Sociedade. Coordenado pelo professor Flávio Fuchs e com a participação dos pesquisadores Paulo Picon, Leila Moreira, Ricardo Ximenes e Otávio Bittencourt.

Entre os assuntos abordados estavam a necessidade de estratégias de interação com a imprensa; a unificação do IATS aos movimentos da sociedade na determinação de tratamentos, a importância do instituto na discutição da relação entre médicos e a indústria farmacêutica e o compromisso de que laudos técnicos estabelecido por este instituto sejam utilizado como instrumento de decisão, mantendo-se independente dos órgãos interessados.

Momento de integração com representantes da imprensa e do poder judiciário, na presença de juízes, Procuradores do Estado e da República e da Procuradoria Geral do Estado também ocorreu na tarde do dia 15, com objetivo de discutir as demandas destes segmentos no que diz respeito a informações para decisões técnicas na área de saúde.