English
- +

14/10/2013

Pesquisador apresenta guia para orientar brasileiros no Exterior

Sonho de muitos estudantes e profissionais brasileiros, prosseguir formação e carreira no Exterior não é tarefa das mais fáceis. Exige do candidato boa preparação e muita concentração nos objetivos traçados. Isso pode se tornar ainda mais desafiador quando acontecer no campo da pesquisa científica, em virtude da alta competitividade inerente à atividade.
 
Para o pesquisador do INCT de Psiquiatria do Desenvolvimento para Infância e Adolescência, Ricardo Pietrobon, capacidade de reconhecimento das próprias habilidades, de manter o foco nas metas e de despertar proatividade nas ocasiões necessárias são alguns dos requisitos  fundamentais para quem se dispuser a encarar tal desfio.
 
Pietrobon atua na Duke University, na Carolina do Norte/EUA, e abastece com textos críticos o grupo “Métodos e sugestões para publicações científicas internacionais”, criado no facebook para que pesquisadores debatam temas atuais e cooperem com ideias na rede social. Entre os conselhos para quem for vivenciar atividades de estudo e trabalho fora do Brasil, ele também destaca a necessidade de clareza sobre a importância de saber comunicar-se bem na língua do local escolhido, além da exigência de compreensão acerca das normas sociais e das leis deste país.
 
Confira o texto integral: