English
- +

21/02/2013

Estudo PREVER-Prevenção recebe destaque em congresso internacional sobre pré-hipertensão e síndrome cardio metabólica

A segunda edição do International Conference on Prehypertension and Cardio Metabolic Syndrome (Simpósio sobre Pré-hipertensão e Síndrome Cardio Metabólica) aconteceu de 31 de janeiro a 3 de fevereiro na cidade de Barcelona(Espanha) e contou com a participação de importantes pesquisadores da área. Os Professores do IATS Flávio D. Fuchs e Sandra C Fuchs, investigadores principais do estudo PREVER, fomentado pelo Instituto, apresentaram um dos ensaios clínicos do estudo, o  Estudo PREVER-Prevenção.

Em sua apresentação, o Prof Flávio Fuchs admitiu que anteriormente entendia haver baixa eficácia a longo prazo de intervenções sem medicamentos, mas que tem revisto essa posição após uma série de estudos recentes, incluindo um por seu próprio grupo, mostrando redução da pressão arterial após adesão de uma dieta de baixa caloria e sal. Apesar disso, ressaltou que muitos pacientes não respondem a essas medidas, talvez se justificando intervenção medicamentosa, dado ser a "pré-hipertensão apenas um pit stop (parada) no caminho para a hipertensão plena”. A eficácia de medidas não-medicamentosas e de medicamentos em baixa dose para prevenir a incidência de hipertensão são os objetivos do estudo PREVER-Prevenção.

O estudo arrolou 1.053 pacientes até o presente momento. Os pacientes são por três meses orientados a vigorosas mudanças de estilo de vida, com a incorporação de medidas capazes de prevenir  a incidência de hipertensão (reduzir o sal, controlar o peso, praticar exercícios físicos, seguir a dieta DASH, parar de fumar). Os que permanecem pré-hipertensos após três meses são randomizados para uma combinação de baixa dose de clortalidona mais amilorida ou placebo. Os resultados preliminares da primeira fase do estudo indicam que um total de 659 (77%) dos indivíduos permaneceram "pré-hipertensos" após a fase de mudança de estilo de vida, sendo incluídos na fase medicamentosa. Uma proporção de pacientes desenvolveu hipertensão no período (6,2%) e 9% tiveram a pressão arterial em valores normais.

O encontro foi noticiado pelo THEHEART.ORG, site líder na divulgação de pesquisas em Cardiologia, sendo o Professor Fuchs o entrevistado sobre o assunto.


Confira o trabalho de efetividade de intervenções não medicamentosas no cenário clínico, referência citada durante o evento:
Long-term effectiveness of non-drug recommendations to treat hypertension in a clinical setting

 

 

 

Jornalista responsável: Bruna Repetto